Colômbia volta às urnas neste domingo: candidato da esquerda é o preferido

No segundo turno, Colômbia tem a liderança do candidato de esquerda Gustavo Petro (45%) contra o extrema-direita Rodolfo Hernández (35%)

Colômbia volta às urnas neste domingo: candidato da esquerda é o preferido

 

Colômbia volta às urnas neste domingo: candidato da esquerda é o preferido

No segundo turno, Colômbia tem a liderança do candidato de esquerda Gustavo Petro (45%) contra o extrema-direita Rodolfo Hernández (35%)

Patricia Faermannpatrici[email protected]

 

Fotos: LADG e Colombia Humana / Montagem: CartaCapital

A Colômbia volta às urnas neste domingo, 19 de junho, para o segundo turno das eleições presidenciais, com a liderança do candidato progressista Gustavo Petro, segundo as últimas pesquisas de intenção de voto.

Petro detém 45% das intenções – um aumento de três pontos percentuais em comparação à pesquisa anterior do início do mês – contra 35% de Rodolfo Hernández, o candidato da extrema-direita, que caiu 6 pontos percentuais, segundo o instituto Yanhass, divulgado neste domingo (12).

Hernández é um milionário colombiano que se apresenta como a carta da extrema direita na Colômbia. Neste final de semana, ele usou a estratégia também exitosa de Jair Bolsonaro em 2018 de não participar de palanques e debates eleitorais no último mês próximo das eleições.

O argumento usado pelo candidato da ultra-direita milionário é que estava sendo alvo de ameaças, “correndo perigo” e que necessitava se refugiar em Miami, Estados Unidos. Chegou a acusar diretamente os “adversários políticos”, aliados do preferido Petro, de fazerem “qualquer coisa” e “romper qualquer princípio” para chegar ao poder.

LEIA MAIS

“Neste momento, tenho a certeza de que minha vida está em risco. É claro que podemos esperar qualquer coisa, até o mais grave, de um grupo político que se comporta como um bando criminoso e assassino. Para a minha segurança e para garantir a possibilidade de uma eleição democrática, em 19 de junho, tomei a decisão de cancelar todas as minhas aparições públicas até as eleições”, disse.

O milionário chegou a ficar alguns dias em Miami, nos Estados Unidos, mas regressou neste sábado.

Apesar das tentativas de Rodolfo Hernández, Gustavo Petro detém a maioria das intenções de votos em diversos cenários e principais colégios eleitorais, chegando a 49% em Bogotá, a capital, 55% na região do Caribe, e 64% na região do Pacífico. Só perde para o ultra-direita na região Centro-Oriente, onde Hernández lidera com 50% e Petro detém 31%.

No resultado do primeiro turno, o candidato da esquerda obteve 40,32% dos votos e Rodolfo Hernández 28,15%.