Segunda-feira, 16 de setembro de 2019.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

PC do B define defesa da democracia como eixo da unidade contra Bolsonaro

publicada em 20 de agosto de 2019
PC do B define defesa da democracia como eixo da unidade contra Bolsonaro
Publicado por Diario do Centro do Mundo 


​Reunião do Comitê Central debateu e aprovou resolução política em que defende a democracia como eixo da unidade e oposição ao Bolsonaro.



Foto: Vermelho.org
PUBLICADO NO VERMELHO.ORG

O documento aprovado pela direção nacional faz um balanço dos primeiros oito meses do governo federal, aborda a ameaça do presidente da república ao regime democrático e do afronte do governo frente à “legalidade constitucio
nal”, impondo um “regresso civilizacional”

PUBLICIDADE

Diante deste quadro, a resolução apresenta a tática dos comunistas na correlação de forças e a tarefa central dos comunistas neste período. Para o PCdoB, deve-se explorar as “contradições no campo do governo” diante da conduta política de Bolsonaro “essencialmente desagregadora”.

Segundo a nota política, a defesa da democracia amplia a oposição e isola Bolsonaro. E para tanto, é necessário que o PCdoB esteja na linha de frente desta resistência ao governo.


Leia a seguir a íntegra da resolução:

Fortalecer e ampliar a oposição a Bolsonaro. Defesa da democracia é o eixo da unidade

Com quase oito meses, o governo Bolsonaro se confirma como uma ameaça ao regime democrático e o país segue conflagrado e em crise. Diante da determinação do presidente de governar afrontando a legalidade constitucional e impor um regresso civilizacional, amplia-se na sociedade o rechaço à escalada autoritária.

O PCdoB, fortalecido com a união com o Partido Pátria Livre (PPL), na linha de frente da batalha das ruas, com uma bancada federal influente – dispondo de lideranças reconhecidas como o governador Flávio Dino, a ex-candidata a vice-presidenta da República Manuela d’Ávila e o ex-candidato a presidente da República João Vicente Goulart –, empenha-se em ampliar e fortalecer a oposição. Prepara-se também para disputar com protagonismo as eleições de 2020 e se desdobra para tornar-se um partido mais estruturado, acolhendo novas lideranças.

I – Governo inimigo da democracia, carrasco do povo e traidor do país

Bolsonaro impôs – sobre um governo de polos e alas – seu poder. É crescente a escalada autoritária contra as liberdades e de ataque às instituições, entre elas o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), e também a imprensa. O presidente mina o equilíbrio entre poderes da República com uma gestão de Estado que viola a segurança jurídica e visa a desestruturá-lo. Arbitrariamente, usa a presidência para perseguir jornalistas e governadores, e retaliar democratas e patriotas. Essas práticas típicas de Estado de exceção são indispensáveis para Bolsonaro tornar realidade seu projeto de impor um Estado autoritário-policial e blindar seu clã e seu governo.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
Vermelho

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422