Quarta-feira, 20 de novembro de 2019.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

Morre jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 77 anos

publicada em 10 de julho de 2019

Morre jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 77 anos


Pedro Hosken 

Morreu na madrugada desta quarta-feira (10), aos 77 anos, o jornalista Paulo Henrique Amorim. O jornalista estava em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um infarto fulminante, informação confirmada por sua esposa ao R7.com.
Formado em Sociologia e Política, Amorim iniciou sua trajetória no jornalismo em 1961, no jornal “A Noite”. Trabalhou como correspondente internacional em Nova York, para as revistas “Realidade” e “Veja”, e também para a extinta TV Manchete, e para a TV Globo. Em 1996, deixou a emissora carioca para apresentar o “Jornal da Band” e o programa de discussão política “Fogo Cruzado”, na TV Bandeirantes.

Paulo trabalhou por 12 anos na TV Globo, como o correspondente da emissora em Nova York (Foto: Estadão)
Após uma passagem pela TV Cultura, foi contratado em 2003 pela RecordTV, na qual estava no ar até o mês passado, quando foi afastado – supostamente por pressões políticas – do “Domingo Espetacular”. Paulo ainda era proprietário do blog “Conversa Afiada”, através do qual comentava as principais notícias do cenário brasileiro, de forma contundente.

Como jornalista, cobriu eventos importantes e de repercussão internacional como a eclosão do vírus ebola na África, a eleição e posse de Bill Clinton nos Estados Unidos, o terremoto de 1994 em Los Angeles, a guerra civil de Ruanda e a rebelião zapatista no México.

Na RecordTV, chegou a implantar e apresentar a revista eletrônica “Tudo a Ver”, e foi por mais de 14 anos, o principal nome do “Domingo Espetacular"



PHA com João Vicente falando sobre o lançamento do livro "Jango e eu"

Em seu primeiro emprego na área, no jornal “A Noite”, do Rio de Janeiro, reportou a renúncia do presidente Jânio Quadros e a posse de João Goulart, que seria derrubado em 1964 pela ditadura. Em 1972, ganhou o Prêmio Esso na categoria “Informação Econômica” pela reportagem “A Renda dos Brasileiros”, para a revista Veja.

Amorim deixa uma filha; a mulher, Geórgia Pinheiro e um legado no jornalismo brasileiro.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
https://hugogloss.uol.com.br

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422