Sexta-feira, 22 de junho de 2018.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

Filho de Jango anuncia pré-candidatura a presidente pelo PPL

publicada em 01 de junho de 2018
Filho de Jango anuncia pré-candidatura a presidente pelo PPL
Por Wanderley Berrocozo 




João Vicente Goulart, filho do ex-presidente João Goulart (Jango) deposto pelo golpe militar em 1964, é pré-candidato a presidente pelo Partido Pátria Livre



O filósofo, escritor e ex-deputado estadual do Rio Grande do Sul, João Vicente Goulart, é autor do livro Jango e Eu-Memórias de um exílio sem volta. João insatisfeito com o atual presidente do PDT, deixou o partido em 2017 e ingressou no PPL. Ele foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista, ao lado de seu tio Leonel Brizola.
Nesta quarta-feira, 30, esteve em Osasco e concedeu uma entrevista coletiva na Câmara Municipal.
Eis o que disse o pré-candidato: “O PPL tem como objetivo lutar pela Liberdade, Soberania e Independência Econômica do Brasil. Os pequenos partidos não participam do bolo de R$ 1,7 bilhões do fundo eleitoral, não terão acesso aos debates e por isso a nossa caminhada é difícil mas temos a coragem de encarar o desafio, de colocar a sociedade num projeto de nação. Temos como meta resgatar o nacionalismo do brasileiro, com as mesmas propostas de 64, de um Brasil mais brasileiro. Temos como bandeira que os direitos adquiridos do trabalhador sejam mantidos e que não haja o retrocesso dos direitos. Vamos trabalhar por uma reforma tributária mais distributiva, com os recursos sendo mais dirigidos aos municípios, que é onde o cidadão está. Lutaremos também para que os direitos do trabalhador não retrocedam e somos contra a reforma da previdência daqueles que já estão dentro do sistema. Todo partido quando nasce tem que defender suas propostas e essas são as principais do PPL, que sejam ouvidos o nosso grito de liberdade.
Com relação à Previdência, há que se cobrar as dívidas dos bancos e dos grandes devedores do INSS. Temos que enfrentar o sistema financeiro. Não é possível o país pagar R$ 400 bilhões por ano ao sistema financeiro.
Meu pai morreu no exílio lutando pela melhoria ao brasileiro e contra o sistema. Hoje só chega ao congresso quem tem um financiamento de R$ 15 a 20 milhões e depois de eleitos, se tornam despachantes das empresas que os apoiaram. Há necessidade de um reforma política ampla para que o congresso possa ter maior representatividade. Em 64 o golpe não foi contra meu pai mas sim contra o projeto de governo. Hoje os militares tem um papel relevante na história, que é devolver o Brasil aos brasileiros”, concluiu João Vicente Goulart, pré-candidato ao Planalto em 2018.
No encontro na Câmara Municipal, o pré-candidato do PPL esteve acompanhado de Miguel Manso, presidente estadual da sigla e do presidente municipal da agremiação em Osasco, Ezequiel Rolim.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
http://correiopaulista.com

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422