Quarta-feira, 20 de setembro de 2017.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

Obra inédita de Portinari ganha exposição no MAM

publicada em 10 de setembro de 2017
Obra inédita de Portinari ganha exposição no MAM
Há seis décadas em um acervo particular, o painel 'Bodas de Caná' é exibido ao público pela primeira vez no museu, a partir de quinta (14)

Por Carol Zappa 


O painel 'Bodas de Caná' será exposto ao público pela primeira vez (Rafael Adorján/Divulgação)

O painel ‘Bodas de Caná’ será exposto ao público pela primeira vez (Rafael Adorján/Divulgação)
Em 1956, Candido Portinari (1903-1962) terminava, depois de mais de cinco anos de trabalho, sua criação mais magistral: o gigantesco díptico Guerra e Paz, cada parte com 140 metros quadrados, encomendado pelo governo brasileiro para decorar a sede da ONU, em Nova York. No mesmo ano da conclusão de sua obra-prima, Portinari iniciou a pintura de outro painel, de proporções bem menores mas de características semelhantes. Feito também por encomenda, desta vez do amigo Francisco Clementino de San Tiago Dantas (1911-1964), jurista e ministro das Relações Exteriores e da Fazenda no governo de João Goulart, Bodas de Caná foi instalado no ano seguinte na sala de jantar de sua residência, em Botafogo, onde permaneceu durante sessenta anos, restrito à visita de familiares e pessoas próximas. Após a morte da viúva do político, Edméa San Tiago Dantas, em 2010, a pintura, legada em testamento ao Museu de Arte Moderna do Rio, será exposta ao público pela primeira vez, a partir de quinta (14).


Pintura a têmpera sobre madeira, o painel de 4,08 metros por 1,7 metro retrata a passagem bíblica do primeiro milagre de Jesus, ao transformar água em vinho durante uma festa de casamento, a pedido de sua mãe, Maria. “Há correspondências entre meu tio e Portinari em que eles debatem temas, personagens e toda uma iconografia a ser incluídos na cena”, conta Francisco de San Tiago Dantas Barbosa Quental, sobrinho do jurista, que foi vice-presidente do MAM entre 1951 e 1956. Retirada do nicho onde estava embutida no último apartamento de Edméa, na Lagoa, a pintura passou por pequenos reparos para a correção de even­tuais rachaduras e partes desprendidas, e depois foi transferida para o MAM, onde será exibida até 19 de novembro, no foyer do museu. O processo de remoção, deslocamento e restauro, patrocinado pelo Projeto de Conservação de Arte do Bank of America Merril Lynch, custou 19 000 dólares (cerca de 60 000 reais). Bodas de Caná vai somar-­se a outras dez peças de Portinari que atualmente se encontram no Museu de Arte Moderna do Rio. “Trata-se de uma das mais im­portantes obras do acervo, se não a mais. Um colírio para os olhos do público, que poderá ter uma ideia do tamanho de Portinari, que foi não apenas um pintor e retratista maravilhoso, mas também muralista”, diz Carlos Alberto Gouvêa Chateaubriand, presidente da instituição.


Equipe trabalha no restauro e na remoção do painel: processo em torno de 60 000 reais (Rafael Adorján/Divulgação)
A ocasião é, sem dúvida, mais uma rara oportunidade de ver de perto o trabalho de um dos maiores nomes das artes brasileiras, já que, desde sua morte (vítima de intoxicação pelo chumbo das tintas, aos 58 anos), 95% de sua obra está restrita a coleções particulares. Em 2010, a mais célebre criação do artista nascido em Brodowski, no interior de São Paulo, o painel Guerra e Paz, causou furor em visita ao Rio para restauro, atraindo mais de 20 000 pessoas ao Theatro Municipal, onde ficou exposto por uma semana. Fundador do Projeto Portinari, em 1979, o filho João Candido Portinari vem mapeando e registrando, incansavelmente, mais de 5 300 obras do artista, além de 30 000 documentos, entre recortes de periódicos e cartas trocadas com personagens importantes da geração do pai, de Carlos Drummond de Andrade a Jorge Amado. O herdeiro celebra o acesso público ao painel inédito: “Portinari pintou com tanta devoção para o povo brasileiro e sua obra segue hoje toda fragmentada. Por isso, a doação é de importância extraordinária, um licor tão especial que chega finalmente a seu destino”.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
Veja, Rio.

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422